Salix alba
search
Árvores

Salix alba

15,00 €

Salix alba

:: 1.00/1.50 m

Desconto de quantidade

Quantidade Desconto por unidade Poupa
10 10% 15,00 €
50 20% 150,00 €
100 30% 450,00 €
Quantidade

Pagamentos 100% seguros
A Salix alba, também conhecido como salgueiro-branco é um salgueiro nativo de zonas temperadas, como o centro e o sul da Europa, o norte da África e o oeste asiático, ainda que, em menor quantidade, também pode ser encontrado na América do Norte. Necessita estar em locais úmidos e não resiste às temperaturas extremas. É uma árvore caducifólia que chega a atingir de 20 a 30 metros de altura. O nome deriva das folhas, que são mais claras que a maioria dos salgueiros, devido a uma cobertura muito fina acetinada, prateada na sua parte inferior. As folhas têm tipicamente de 5 a 10 centímetros de comprimento e de um a um centímetro e meio de largura. Os brotos dessa espécie vão da cor cinzento-castanho ao verde-escuro. As flores dióicas são racemos, produzidos no início da primavera e polinizados por abelhas. Um número de salgueiros-brancos cultivados e híbridos tem sido selecionado para uso na silvicultura e horticultura: O salgueiro-taco-de-críquete (Salix alba 'Caerulea'), ou simplesmente chamado de salgueiro-inglês, é especialmente cultivado na Grã-Bretanha para a extração de sua madeira, não somente para a produção de tacos de críquete, mas também para outros usos onde são necessárias madeiras leves que não rachem facilmente. Sua principal característica é ter um crescimento rápido com um único tronco reto, e também por possuir folhas estreitas e longas (10–11 cm de comprimento, 1,5–2 cm de largura) com uma cor mais azul-esverdeada. Sua origem é desconhecida, mas pode ser um híbrido entre o salgueiro-branco e o Salix fragilis. O salgueiro-chorão (Salix × sepulcralis 'Chrysocoma', sin. Salix 'Tristis') é um híbrido entre o salgueiro-branco e o Salix babylonica, sin. Salix matsudana. O salgueiro-dourado (Salix alba 'Vitellina') é uma espécie cultivada em jardins e que possui brotos amarelo-dourado por 1-2 anos antes de tornarem-se castanhos. São especialmente decorativos no inverno; um melhor efeito é conseguido ao podar a árvore próximo ao nível do chão a cada dois ou três anos para estimular a produção de brot...
Campestris
PS.4740.05